PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

O que Steve Jobs e a tipografia têm a ver com você ser bom programador?

Andre Noel

25/01/2020 04h00

Pixabay

Uma pergunta recorrente que me fazem é: "o que eu preciso aprender para ser um bom programador?" Com o tempo, a melhor resposta a que cheguei é: "Você precisa aprender a estudar e saber que vai estudar para o resto da vida".

Bom, não quero assustar ninguém com isso. Estudar não é uma coisa ruim, estudar faz parte da nossa área de uma forma muito especial. Nos primórdios da programação, os programadores eram bem conhecidos como nerds, geeks, etc., ou seja, sempre ligado à ideia de quem gosta de estudar, até porque havia muito menos referências e tutoriais, então só quem se afundava estudando as especificações se dava bem na área.

Hoje em dia há muito mais material disponível, há uma variedade imensa de conteúdo disponível de forma gratuita ou paga, mas há uma facilidade muito maior de se lançar na programação. Infelizmente há uma quantidade de programadores que se contenta com o básico e com fazer o mesmo para o resto da vida (ou da carreira).

Existem muitas áreas onde é necessário estudar muito e se manter atualizado, mas poucas que se remodelam em tão pouco tempo como a nossa. A T.I. tem muitas novidades em hardwares, softwares, técnicas, linguagens, frameworks, etc. Em pouco tempo a área pode ter novidades e é muito bom para a carreira se manter atualizado.

Vou precisar aprender tudo que aparecer?

Não. Para começar, isso é impossível. Que o digam os programadores front-end que trabalham com frameworks JavaScript. É impossível conhecer a todos e saber como funcionam. Mas o ideal é você saber que um framework existe, qual é o foco dele e qual é a opinião geral do mercado sobre ele.

Nenhum programador sabe todas as linguagens, mas sabendo como funcionam as linguagens e sabendo bem uma ou duas, a gente se aperta e aprende novas à medida em que a necessidade pega.

O ideal é se manter atento ao mercado, conhecer novidades e, principalmente, buscar se aprofundar cada vez mais em sua área de atuação. Você precisa conhecer bem as regras de negócio de seus programas. Na programação nós lidamos com diversas áreas de atuação, criando aplicações para os mais diferentes fins, então a gente acaba tendo que aprender também sobre outras áreas. Aqueles que trabalham implementando notas fiscais eletrônicas acabam aprendendo muito sobre o fantástico mundo dos impostos, por exemplo.

E, além disso, se você está com oportunidade de estudar coisas novas, principalmente para aqueles de vocês que estão em época de escola/faculdade, não menosprezem o conhecimento. Se apeguem a ele com todo o carinho e saibam que tudo o que você aprende pode ser útil. O próprio Steve Jobs revolucionou a tipografia dos computadores (as fontes que usamos) por conta de um curso extra que ele fez sobre tipografia, que ensinava a respeito de letras com serifa, sem serifa e etc.

Para fechar, gostaria de deixar aqui a palestra fenomenal do meu amigo Prof. Isidro, ministrada na QCon de 2019. Só para dar um gostinho, o nome da palestra é: Levei a faculdade de computação "daquele jeito". E agora?

 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.

Sobre o Autor

Andre Noel é programador, webcartunista, autor do Vida de Programador, professor universitário (UEM e Unicesumar), youtuber e sabe pregar botões em roupas.

Sobre o Blog

Quem é de TI sempre recebe pedidos para criar "só um sisteminha simples". A gente sabe que nunca é simples. Por isso, aqui no blog vamos falar sobre o grande universo de TI --que às vezes é engraçado, às vezes é sofrido e muitas vezes é tudo isso.

Um Sisteminha Simples